quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Pronomes e falácias

Reproduz-se o título do «exercício» irónico  
que A. Eus propõe, «guiada» por Benveniste,

AQUI

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Pessoa, por Maria Germana Tânger

O programa «Câmara Clara» - cuja Mentora foi Paula Moura Pinheiro -  terminou, após alguns anos.

«Reze-se», então, para que os arquivos «Santanéticos» do mesmo não sejam apagados, «corrompidos».

No caso do programa (n.º 94) de 15 de Junho de 2008, dedicado a Pessoa, a Almada...
brilha Maria Germana Tânger (1920; - )

[enquanto for possível]             AQUI          [Já deixou de o ser]

[Resta o Recorte em que M. G. T. diz «Aniversário», no «YT» - por ex., AQUI

- colocado, finalmente, na RTP - ARQUIVO, na íntegra - Aleluia

Dupla negação - em «Tabacaria»

Análise da «dupla negação» nos 3 primeiros versos de «Tabacaria», de Campos
- solicitada por «um estudante» (J. M. C.) 
- no «Ciberdúvidas» - por Eunice Marta, em 29-10-2010, resp.- n.º 28894

AQUI

Anástrofe e Hipérbato (em dois versos de Reis)

A pergunta, colocada por  uma estudante, ao «Ciberdúvidas», foi:

Gostaria de saber se a figura de estilo presente nestes versos é a anástrofe ou o hipérbato:
«Rosas amo dos jardins de Adónis,
Essas volucres amo, Lídia, rosas»


A resposta, n.º 32515, de 22-11-2012, de Eunice Marta, AQUI

domingo, 27 de janeiro de 2013

Campos, por João Grosso

           Excertos da «Ode Marítima», de Campos, interpretados pelo actor  João Grosso - de espectáculo no Teatro Nacional D. Maria II - disponibilizados pelo Público:

AQUI

sábado, 26 de janeiro de 2013

Sujeito civil, empírico (Vida e Obra)

           Numa recente E. do seu «Caderno Virtual» das «nove e tal», Maria do Rosário Pedreira evoca uma antiga colaboradora que, fascinada, estudava a obra de Borges para uma Tese de Mestrado em Teoria da Literatura, e que, quando «conheceu» « a pessoa por trás do escritor» - ( o denominado sujeito civil - ou empírico ou «objecto de Biografia»), ESFRIOU, «ficou afectada»
É um motivo recorrente e, depois de relembrar Céline , M,do R. P. termina:
 
«[...] com Borges ou qualquer outro, idem! Leiam-se as obras ignorando as vidas.»
 

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

«Sair do comboio» - Campos, por Zenith

Campos, lido e comentado por Richard Zenith

Vídeo da secção «Multimedia» do Público:

AQUI