domingo, 24 de fevereiro de 2013

Teatro Épico e Teatro Didá(c)tico

Nos parágrafos iniciais do verbete dedicado ao «Teatro Épico» no E-DTL - AQUI, Catarina Silva refere: -        (sublinhados acrescentados)

Género teatral teorizado por Bertold Brecht que contrasta com o teatro Aristotélico da mesma forma que epopeia e drama se opõem como narração e acção.
É um teatro de cunho narrativo, que recusa a ilusão e qualquer comunhão, utilizando para isso efeitos de distanciação, de forma a preservar uma atitude crítica por parte do espectador e uma eficácia pedagógica que o drama, ao apelar à identificação e à comoção, não possui. [...]
 
Recorte do verbete sobre «Teatro Didáctico», assinado pela mesma Consulente:
 
[...] Veja-se, por exemplo, o teatro brechtiano que intimamente ligado a um intuito didáctico (Mahagonny – ópera brechtiana didáctica), visa apresentar um «palco científico» capaz de esclarecer o público sobre a sociedade e a necessidade de transformá-la; capaz ao mesmo tempo de activar o público, isto é, de nele suscitar a acção transformadora. O fim didáctico exige determinadas condições, das quais se salienta o apagar da ilusão, o impacto mágico do teatro burguês. [...]